Qual a diferença entre a escola católica e as demais instituições?

Você conhece a escola católica? Qual o diferencial dela para as demais instituições de educação? 

A escola é uma extensão importante na vida de uma criança, por isso precisa ser um lugar que tenha afinidade com a família.

Pois com certeza a qualidade da educação dos seus também filhos é uma prioridade familiar. 

Embora os desafios da pós-modernidade aparentam ser maiores que nossas forças, ainda temos escolas que nos ajudam a enfrentar o presente e nos fortalece para o futuro em todos os aspectos da vida, principalmente,  a partir da espiritualidade.

Por isso, vamos entender qual a diferença entre a escola católica e as demais instituições. 

Escola católica: uma contribuição milenar

A Declaração pós-Concílio Vaticano II sobre educação cristã fala assim: 

É bela, portanto, e de grande responsabilidade a vocação de todos aqueles que, ajudando os pais no cumprimento do seu dever e fazendo as vezes da comunidade humana, têm o dever de educar nas escolas; esta vocação exige especiais qualidades de inteligência e de coração, […] e uma vontade sempre pronta à renovação e adaptação.

Logo, essa ajuda na educação que o documento aponta acontece na escola. Todas elas têm a responsabilidade de exercer seu papel na sociedade como fomentadora de conhecimento e crescimento dos alunos para o campo do trabalho.

Porém, a escola católica, além da responsabilidade social, ela tem uma missão na sociedade que está ligada à sua identidade, porque ela traz princípios profundos que orientam suas ações e iluminam seus objetivos.

A escola católica vive no decorrer da história humana. E essa história da contribuição da escola católica, no Brasil, é antiga. E pôde se desenvolver, amadurecer e se atualizar com o tempo, trazendo a tradição e a sabedoria como duas armas importantes para os dias atuais.

Qualidades da escola católica 

O Papa Francisco, discursando em um evento sobre o Pacto Educativo Global, disse: 

“Apenas uma ação forte e unitária da Igreja no campo da educação, num mundo que se torna cada vez mais fragmentado e conflitivo pode contribuir tanto para a missão evangelizadora que Jesus lhe confiou, como para a construção de um mundo em que os homens se sintam irmãos, pois “somente com esta consciência de filhos que não são órfãos podemos viver em paz entre nós”

Logo, como citamos anteriormente, a escola católica tem uma identidade profunda, uma missão mais que uma responsabilidade e uma história bem consolidada na área educacional. 

Portanto, há muitas qualidades adquiridas com o tempo. Vamos citar algumas:

Valores cristãos; educação baseada na formação da pessoa em sua totalidade; compromisso com o social, principalmente os mais necessitados; presença da oração constante; aplicação dos conteúdos, tendo como luz o evangelho; promoção da fraternidade universal, livre de preconceitos e sem favorecimento de classes sociais.

Enfim, são muitas qualidades que fazem a diferença agora, principalmente, diante de uma sociedade que vive em crise ética, sofre com barulho de muitas opiniões e informações sem fundamentação e, consequentemente, fragilizada pela falta de diálogo

Logo, essa identidade bem definida, que tem como base a Igreja e os ensinamentos do evangelho, fazem a diferença na educação e formação do ser humano. Trata-se não de doutriná-lo, mas apresentá-lo valores que o acompanharão para o resto de sua vida.

Escola católica: lugar de espiritualidade hoje

E por falar em valores que rompem o tempo, precisamos falar sobre espiritualidade, pois ela também está presente na escola católica.

Ora, você sabe a importância do transcendente na vida humana? Karl Rahner, um teólogo alemão, afirmou que o cristão do século XXI – ou será místico ou não será cristão. Com isso, ele valorizava a mística, ou seja, o encontro com Deus como base para sustentar a vida cristã, vida essa que se estende na família, na escola e na sociedade.

E se há um lugar que promove o encontro com Deus no cotidiano é a escola católica, porque ela tanto ensina como vive a espiritualidade. E essa presença do divino, na vida da criança em crescimento, planta valores indispensáveis para um desenvolvimento mais sadio, fraterno e feliz.

Ainda há o envolvimento de todos os parceiros da escola nessa espiritualidade: do porteiro à direção, passando pelos professores, coordenadores e pessoal de apoio. Ou seja, do “oi ao tchau” a criança é imersa em um ambiente diferente, com sorrisos sinceros e carinho igualitário – um lugar onde todos são irmãos.

Uma comunidade escolar

Uma escola católica é conhecida pela sua tradição, desempenho de qualidade e compromisso social. São três qualidades presentes nas escolas Mercedárias, lugar onde as crianças aprendem que são filhos de Deus capazes de construir uma nova história pessoal e social.

Dessa forma, a escola mercedária investe em educação através de novos métodos educativos, permeada de valores éticos, cristãos, espiritualidade, com inovação, tecnologia e baseada em projetos.

Com uma equipe bem preparada, a escola mercedária oferece aos pais a oportunidade de educarem seus filhos com todas as diretrizes pedidas pelos órgãos competentes, como também a experiência da fé, fundamental para fortalecer a pessoa diante das dificuldades.

Por esses e tantos outros motivos, a educação católica, na proposta de ensino mercedário, é o melhor caminho para a formação da criança e o desenvolvimento do adolescente em vista de torná-lo um jovem sensível às necessidades do próximo e ativo na construção de uma sociedade mais fraterna e solidária.

Faça sua escolha!

Como falamos durante todo nosso post sobre a escola católica, então já destacamos sua diferença com relação às outras instituições de educação. Claro que a visita à escola, o relato dos pais e dos alunos convencem muito mais. 

Mas enquanto não é possível ver com os próprios olhos, convidamos você a acessar nosso site e fazer a sua escolha.

Aproveite para conhecer aqui os projetos sociais mantidos pela escola mercedária

Leave a Comment

Your email address will not be published.

3 + cinco =