5 sinais de que você precisa de uma escola infantil católica

A escola infantil é o primeiro espaço de aprendizagem de uma criança. Com certeza, os pais procuram um espaço apropriado, seguro e  lúdico para seu filho (a). Mas será que apenas segurança e beleza são importantes nesta idade? E a formação da personalidade da criança, como fica diante de uma sociedade pós-moderna? Vamos  descobrir.

Certa vez, o Papa Francisco, discursando para a Cúria Romana, disse:

“Estamos a viver, não simplesmente uma época de mudanças, mas uma mudança de época”.

Ou seja, o Pontífice quis nos explicar sobre a velocidade com a qual o mundo tem sofrido mudanças antes das passagens das gerações. Antes, contávamos décadas, séculos, mas hoje, em segundos, as situações mudam e, em tempo real, todos são informados.

Dessa forma, muda-se a forma de viver, conceitos e relacionamentos. Há, portanto, uma grande instabilidade no mundo, nada é sólido, mas tudo se tornou muito líquido. É a chamada modernidade líquida, um conceito construído pelo sociólogo polonês Zygmunt Bauman e diz respeito a uma nova época em que todas as relações são frágeis e maleáveis como os líquidos.    

Ora essa é a realidade onde estão nossas crianças desde muito cedo, portanto elas sofrem influências externas e internas desse cenário mundial, e se não forem bem assessoradas e instruídas no aprendizado cognitivo e nos relacionamentos, ficarão à mercê dessa sociedade efêmera e serão presas fáceis.

Para isso, tanto no campo cognitivo como dos relacionamentos, as escolas católicas são um sinal de esperança. Elas acumularam sapiência e se atualizam no tempo para oferecer condições de acompanhar os filhos e filhas de Deus desde o ventre materno.

A importância da escola católica para a escola infantil

“A pessoa de cada um, com as suas necessidades materiais e espirituais, é central na mensagem de Jesus: por isso a promoção da pessoa humana é o fim da escola católica” (Papa João Paulo II).

Ou seja, a escola investe na formação integral do ser humano; preocupa-se com todas as dimensões e etapas do seu desenvolvimento.

No entanto, esses valores que enaltecem a pessoa humana encontram-se em Cristo. Ele nos ajuda a entender que não estamos sozinhos e que somos os protagonistas da história. Há diálogo no evangelho, nunca imposição, e essa pedagogia de Cristo é o caminho da humanização do ser humano, da sociedade e suas diversas relações.

Há muitos perigos no relativismo no qual a sociedade está inserida; tentam neutralizar o valor da religião quando essa se envolve com a educação. No entanto, a história prova e comprova o quanto a Igreja Católica investiu na educação dos povos desde seu início e jamais foi um empecilho para o aprendizado baseado na verdade.

Portanto, a escola católica acredita na pessoa humana e luta por ela. Sua referência é segura e manifesta princípios fundamentais para a sociedade atual, como, por exemplo, a fraternidade universal.

A criança e a escola infantil

Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei n° 9.394/96, art. 29) 

“A educação infantil é a primeira etapa da Educação Básica e tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de zero a cinco anos de idade em seus aspectos físico, afetivo, intelectual, linguístico e social, complementando a ação da família e da comunidade”

Ou seja, com todas essas dimensões envolvidas, a educação infantil se torna muito importante na vida de uma criança. Ela entra em contato com outras realidade fora da família e o ambiente escolar passa a ser o lugar mais frequentado por elas depois de sua casa família, logo a escolha de uma boa escola infantil é fundamental.

Portanto, a escola infantil tem um grande responsabilidade no trato com a criança. Tanto a LDB como a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) enfatizam que duas ações caminham juntas nessa fase: educar e cuidar. E há um conjunto de ações integradas para inserir esta criança no mundo dos relacionamentos.

Uma vez que ela intermedia os primeiros passos para o aprendizado cognitivo, a autonomia e influencia a formação da personalidade, inclusive a moral e os bons costumes. Portanto, temos muitos motivos para investir na educação dos pequeninos, futuros cidadãos e cristãos.

A família e a escola infantil

O papel da família é indiscutível na vida da criança.  É no lar que ela recebe os primeiros valores da vida em sociedade; e a escola, segundo a LDB, deve complementar a ação da família, tendo como instrumento o diálogo e o respeito a história e a integridade de cada criança.

Mas já falamos sobre o papel da escola católica, da família e da educação infantil. No entanto, por que juntar esses três atores em um único lugar? Ou melhor, como saber que os pais precisam de uma escola infantil católica para seu filho (a)?

Para isso, selecionamos cinco sinais que diz o quanto uma escola infantil católica fará a diferença no futuro de sua criança:

1# Crises de valores 

“Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém” (I Cor. 6,12).

Um mundo sem fronteiras é também um universo de possibilidades para administrar. Existe, atualmente, a influência das ideologias, do subjetivismo, do relativismo moral e do niilismo. E qual será nosso ponto de equilíbrio para as escolhas que faremos à frente? 

2# Ausência de ética na sociedade 

A ausência de ética destrói a identidade da pessoa. E essa crise é muito sutil, ela entra por todos os lados, desde uma brincadeira, ao interesse por um brinquedo, até chegar na corrupção dos valores primordiais para o exercício da justiça entre os semelhantes, seja em casa ou no trabalho. Quem nos falará sobre ética tendo como referência a justiça evangélica? 

3# Avanço da tecnologia e dos meios de comunicação 

A sociedade tecnológica não tem volta, não se vive mais sem a sua contribuição no dia a dia. Já existem casas inteligentes, cidades inteligentes, empregos estão desaparecendo, porém existem pessoas envolvidas em tudo isso e elas precisam ser valorizadas. Quem nos ensinará que a vida humana é o maior dom que temos? 

4# Globalização da cultura 

Fala-se constantemente sobre globalização, ela existe e tem um preço. No entanto, há também o preconceito difundido, xenofobia e até aversão por quem não está conectado e pelo pobre. A cultura local acaba sendo desvalorizada e é preciso atenção com isso. Quem nos falará sobre o respeito ao outro em sua individualidade e cultura?

5# Marginalização crescente da fé 

O Brasil é o maior país cristão do mundo. No entanto, há um número cada vez maior de pessoas que são indiferentes a Jesus Cristo e a prática da fé. A maioria é batizada, mas poucas levam adiante a prática da religião por diversos motivos. A fé não se torna, então, descartável. Quem nos convencerá sobre a importância da religião mesmo em meio a diversidade? 

Todos esses fenômenos caracterizam a sociedade atual. O multiculturalismo traz consigo grandes desafios que precisam de abordagens bem alicerçadas, que levem a criança a uma compreensão sadia do diferente, sem visar apenas o crescimento pessoal, mas o crescimento também do outro como seu semelhante.

Ensino Mercedário – um jeito de ser

Tendo em vista a importância do ser humano à luz da Palavra de Deus e dos ensinamentos evangélicos, a escola Mercedária dispõe que um Projeto Político Pedagógico que respeita todas as exigências da LDB e da BNCC para a educação integral do ser humano, e sua aplicação começa na escola infantil.

Como missão, O Colégio Mercedário tem como princípio básico a formação integral do indivíduo, a formação de cidadãos críticos e cientes de seus direitos e deveres, como também seres humanos emocionalmente saudáveis e solidários.

Além do evangelho, há o carisma Mercedário que orienta todas as ações dos profissionais envolvidos nos processos educativos cujo lema é “Visitar e Libertar”. Tendo como fim a formação de pessoas livres dos cativeiros da atualidade. Essa liberdade  implica também conhecimento e nunca alienação ou fuga das realidades atuais.

Portanto, para colher bons frutos de uma árvore, é preciso regar e cuidar desde cedo. Dessa forma, um bom projeto de escola infantil é um bom lugar para plantar essa semente.

Que tal continuar lendo: A Importância dos relacionamentos familiares para a educação católica.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

cinco × 4 =